SP 365 #311 – A Pastella

Pelo nome já dá para perceber que é mais um lugar especializado em apenas um produto, normalmente, algo que já faz parte da vida do brasileiro há muito tempo, mas que subiu de vida e chegou ao patamar de gourmet!

No caso aqui, estamos falando do bom e velho pastel. Sim, ele também sofreu a gourmetização e ganhou um local próprio para chamar de seu A Pastella. Até aí, tudo bem, mas confesso que fiquei um pouco confusa, quando vi que a proposta do local é fazer um mix saudável. Mix saudável com pastel? Enfim, vamos lá. A casa oferece um mix de pastel, saladas e sucos. E para deixar o pastel mais saudável (e caro), ele é feito com óleo de canola canadense, rico em vitamina E, ômega 3 e ômega 6.

Confesso que nesse momento me deu uma tristeza. O que aconteceu com o bom e velho pastel de feira? Acompanhado de caldo da cana, claro. Para comer sentado na calçada e sem se preocupar com o lado saudável da coisa? Afinal, momentos assim, para mim, sempre foram muito saudáveis. Pois eles sempre foram acompanhados pelos amigos, normalmente, depois da balada, onde a gente saia morrendo de fome, ia para feira, comer pastel e conversar sobre a noite. Ou mesmo hoje em dia, em plena quinta-feira, sair para fazer feira e almoçar pastel com as amigas. Bem verdade que para comer nessas barraquinhas de feira, não podemos prestar atenção se o óleo é trocado ou não, se tem alvará de funcionamento ou não, se quem está fritando seu pastel está usando luva ou não… Enfim, ok, estou exagerando mesmo, a gente sabe que a qualidade das barracas de feira são boas. Mas tudo isso para dizer, que meu pastel de feira, da maneira que for, é bem mais saudável que qualquer pastel frito em óleo do Canadá ou de qualquer outro lugar.

Enfim, acho que este post está virando mais um desabafo, né? Mas confesso que estou um pouco cansada da gourmetização das coisas. Bom, não quero dizer que A Pastella é ruim não, é boa. Os pastéis são bem recheados e gostosos. Mas também é o mínimo que esperamos de um local que apenas serve isso. Servir o único produto com uma qualidade boa, né? Mas sei lá, para mim, pastel bom é pastel de feira ou no máximo, uma porção acompanhada de Original bem gelada em algum boteco. De qualquer forma, fica a dica pessoal 😉

Para saber mais sobre o projeto SP 365, clique aqui.

 

A Pastella

 

A Pastella

Rua Booker Pittman, 179 – Chácara Sto Antônio – São Paulo, SP – (11) 5182-0133 – Mapa

Pelo nome já dá para perceber que é mais um lugar especializado em apenas um produto, normalmente, algo que já faz parte da vida do brasileiro há muito tempo, mas que subiu de vida e chegou ao patamar de gourmet!

No caso aqui, estamos falando do bom e velho pastel. Sim, ele também sofreu a gourmetização e ganhou um local próprio para chamar de seu A Pastella. Até aí, tudo bem, mas confesso que fiquei um pouco confusa, quando vi que a proposta do local é fazer um mix saudável. Mix saudável com pastel? Enfim, vamos lá. A casa oferece um mix de pastel, saladas e sucos. E para deixar o pastel mais saudável (e caro), ele é feito com óleo de canola canadense, rico em vitamina E, ômega 3 e ômega 6.

Confesso que nesse momento me deu uma tristeza. O que aconteceu com o bom e velho pastel de feira? Acompanhado de caldo da cana, claro. Para comer sentado na calçada e sem se preocupar com o lado saudável da coisa? Afinal, momentos assim, para mim, sempre foram muito saudáveis. Pois eles sempre foram acompanhados pelos amigos, normalmente, depois da balada, onde a gente saia morrendo de fome, ia para feira, comer pastel e conversar sobre a noite. Ou mesmo hoje em dia, em plena quinta-feira, sair para fazer feira e almoçar pastel com as amigas. Bem verdade que para comer nessas barraquinhas de feira, não podemos prestar atenção se o óleo é trocado ou não, se tem alvará de funcionamento ou não, se quem está fritando seu pastel está usando luva ou não… Enfim, ok, estou exagerando mesmo, a gente sabe que a qualidade das barracas de feira são boas. Mas tudo isso para dizer, que meu pastel de feira, da maneira que for, é bem mais saudável que qualquer pastel frito em óleo do Canadá ou de qualquer outro lugar.

Enfim, acho que este post está virando mais um desabafo, né? Mas confesso que estou um pouco cansada da gourmetização das coisas. Bom, não quero dizer que A Pastella é ruim não, é boa. Os pastéis são bem recheados e gostosos. Mas também é o mínimo que esperamos de um local que apenas serve isso. Servir o único produto com uma qualidade boa, né? Mas sei lá, para mim, pastel bom é pastel de feira ou no máximo, uma porção acompanhada de Original bem gelada em algum boteco. De qualquer forma, fica a dica pessoal 😉

Para saber mais sobre o projeto SP 365, clique aqui.

 

A Pastella

 

A Pastella

Rua Booker Pittman, 179 – Chácara Sto Antônio – São Paulo, SP – (11) 5182-0133 – Mapa

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.