Minha experiência no Farol Santander

Desde o começo de 2018, o edifício Altino Arantes (sim! Aquele mesmo que é mais conhecido como prédio do Banespa) abriu as portas para visitação, dessa vez com o nome de Farol Santander. O espigão de 35 andares no centro de São Paulo foi restaurado e virou um espaço de cultura e lazer.

(Foto: TV Globo/Reprodução)

 

Morando em São Paulo há mais de 10 anos, eu sempre tive curiosidade de subir até o topo do prédio. Tentei umas 3 ou 4 vezes e sempre dei com a cara na porta: o antigo horário de visitação era muito limitado ou o mirante simplesmente ficava um tempo fechado sem explicação nenhuma. Com essa nova oportunidade, agora ficando aberto de terça a sábado das 9h às 20h e domingo das 9h às 18h, é lógico que coloquei minha câmera no pescoço e corri pra lá.

O hall de entrada em estilo art déco é lindo! O lustre, de 13 metros de comprimento e que pesa uma tonelada, impressiona! A equipe de funcionários é prestativa e educada. Não comprei meu ingresso com antecedência pelo site e fiquei com medo de esperar muito para conseguir entrar por estar indo numa sexta-feira às 16h (pra pegar o pôr do sol, claro!). Mas não. A espera não demorou mais que 15 minutos.

(Foto: Site Farol Santander)

Há duas opções de ingresso, é bom deixar claro. Um, mais barato, caso você queira subir apenas até o mirante, e outro, mais caro, caso você queira visitar os andares abertos à exposições, onde tem até uma pista de skate! Eu optei pela segunda opção. Uma dica é olhar no site para saber quais exposições estão rolando antes de você ir. Mas é claro que independente do que esteja à mostra, arte é sempre uma experiência enriquecedora. 

Em todos os andares abertos ao público há sempre funcionários prontos a ajudar. De um andar a outro, você fica conhecendo a história do edifício, inaugurado em 1947, admira a belíssima arquitetura assim como imponentes móveis antigos e vê exposições de artistas como Vik Muniz. Me impressionou também o número de turistas estrangeiros visitando o edifício. Sabemos que São Paulo carece de mirantes e merece mais espaços como esse.

(Foto: Site Farol Santander)

E por falar nele, já era hora de conhecer o mirante, a cerejinha do bolo. Talvez eu tenha ido com muita expectativa, mas não é que fiquei decepcionado?! Não apenas com o mirante em si, que é super estreito e não dá a volta em torno do prédio, mas também com a vista que não é das melhores. Alguns outros prédios vizinhos, que também são altos e – infelizmente – feios, foram construídos muito próximos ao Altino Arantes e chegam a atrapalhar a visão. Posso estar querendo muito ou, como já disse, pode ser que eu tenha ido com muita expectativa, mas o fato é que fiquei decepcionado.

(Foto: Site Farol Santander)

Mas enfim, uma vez lá em cima, esperei o pôr do sol, que acabou acontecendo atrás de outro prédio… Pois é… Mas como sempre gosto de ver o lado bom das coisas, o céu ficou de um laranja lindíssimo! E assim que anoiteceu, pude ver as luzes douradas da cidade que passaram uma certa calmaria, como se São Paulo fosse tranquila e silenciosa. E de fato é de lá de cima.

(Foto: Site Farol Santander)

Para terminar meu passeio, fui tomar um café no Suplicy que montou um espaço bem bonito no mesmo andar do mirante. Mas podia ter ido embora logo após apreciar a cidade dourada e ficar com essa imagem na cabeça. Não é de hoje que o Suplicy dos Jardins anda oferecendo um serviço péssimo que está andando de mãos dadas com cafés muito mal tirados. No Suplicy do Farol Santander pude comprovar que acontece o mesmo. Os garçons estão mais preocupados em passar uma imagem descolada do que atender bem os clientes. O bolo que pedi para acompanhar meu macchiato estava seco e o café… bom a gente deixa para falar sobre isso num próximo post…

Serviço

O Farol Santander fica na Rua João Brícola, 24 – Centro. Os ingressos (confira os preços no site) podem ser comprados na bilheteria ou pelo www.farolsantander.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.