Doces com sabor de interior

Comer doces de grandes confeitarias, de chefs renomados e super elaborados, lindos e tecnicamente bem finalizados é uma aventura gastronômica, tanto para os olhos, como para o paladar e para a alma… Mas às vezes, um doce muito simples, com ingredientes muito simples, feito com carinho e saboreado num ambiente acolhedor, com cheirinho de casa de mãe pode ser uma das experiências mais reconfortantes.

Captura de Tela 2015-08-02 às 13.11.18

Bolos caseiros no café da manhã da Clorofila Hospedaria e Sustentabilidade

A cultura gastronômica de um país, na minha opinião, é um de seus maiores legados, ainda que essa cultura sofra influências de outros países (e praticamente todas as culturas sofrem essa influência, o que é extremamente rico). Ela pode determinar muitas coisas sobre aquela população, inclusive sua longevidade.

Às vezes sinto que a tradição da cozinha simples, natural e prazerosa está deixando de ser transmitida através das gerações, não sei bem por quê… Falta de tempo, de interesse ou mesmo pela facilidade de encontrar produtos prontos, podem ser respostas. Mas aqui em casa e na nossa confeitaria artesanal, isso não é uma verdade (vocês devem se lembrar, que minhas duas filhas trabalham comigo e cresceram com o gosto pela cozinha – principalmente pelos doces – e continuamos fazendo receitas que vieram de nossos antepassados); e como é gostoso quando comemos algo que nos traz uma emoção, uma memória.

Captura de Tela 2015-08-02 às 13.14.04

Biscoitinhos de nata da Clorofila Hospedaria e Sustentabilidade

Acho tão bom, quando vejo em algum lugar prateleiras cheias de compotas caseiras, biscoitinhos caseiros, bolos caseiros. Isso tem cheiro de casa de mãe, casa de vó, docinhos que podemos comer sem pressa.

Aquela viagem da minha filha para São Bento do Sapucaí me rendeu muitas ideias pra contar pra vocês aqui, textos que passaram na frente de muitos outros que já havia escrito, sobre temas que queria falar, porque falar de carinho e amor em forma de doces é dos meus assuntos favoritos… Por isso, escrevi esse texto, pra mostra pra vocês do que estou falando.

Imaginem só um café-da-manhã, num lugar lindo, com cheiro de mato, com um bolo de cenoura feito com cenouras colhidas da horta pouco antes de serem usadas (cenouras orgânicas); biscoitinhos de nata feitos com nata de verdade (trocadas com o vizinho, por algumas trutas frescas), feitos por alguém que coloca carinho e amor no que faz. Que sabor tem isso??? Certamente um sabor que vai muuuuito além do paladar.

E o mais legal nisso tudo, é saber que é possível comer dessa forma, é possível optar e escolher o que vamos colocar na nossa boca pra adoçar mais nossas vidas… Então, se você conseguir, vá até alguma cidadezinha (pode ser próxima de São Paulo mesmo, bem pertinho) e relembre o sabor dos doces passados de geração em geração, feitos artesanalmente e que não encontramos em qualquer lugar.

Bom, esses doces da Clorofila Hospedaria e Sustentabilidade valem cada quilômetro ou tempo na estrada, além de ser um ótimo passeio… Como diz a querida Joana Pires responsável por esse site cheio de coisinhas legais: “fica a dica pessoal”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.