Bossa

Localizado na Alameda Lorena, o prédio quadrado com brises de madeira chama atenção. É difícil saber o que é, pois não existe nenhuma informação.

Mesmo passando todos os dias na frente durante os passeios com o Chico e Zeca, só fui descobrir que era um restaurante quase 3 meses depois de aberto, quando resolvi subir a rampa lateral e perguntar para hostess.

IMG_1538

Bossa – fachada

IMG_1537

Bossa – fachada

Aberto no início do ano, o Bossa possui um “conceito ousado de multi espaço que integra bar, restaurante e estúdio”, ainda um lugar que “irá aliar gastronomia, música e bons drinks, com uma cozinha pop, criativa e globalizada. E por último, “no Bossa a culinária e as receitas tradicionais ganham novos ingredientes criando surpresa ao paladar e um novo conceito gastronômico. O bar conta com a expertise do mixologista Ricardo Basseto, que buscou inspiração nos ingredientes nacionais  criando uma releitura dos drinques populares dos botecos do Brasil. Desejamos que esta iniciativa crie interação de forma abrangente e democrática a todas as pessoas que desejam descobrir de forma especial e singular novos caminhos para o convívio social.”

Confesso que considero muito blábláblá para dizer que é apenas mais um restaurante que abriu em São Paulo. Outro ponto que acho discutível no conceito deles é “a vontade de criar uma interação abrangente e democrática”. Se eles querem isso, a primeira coisa que deveriam fazer é mudar o preço. Pois os valores praticados pelo Bossa tornam o lugar viável apenas para uma pequena parcela de São Paulo.

De qualquer forma, num domingo qualquer, eu e o namorado fomos conhecer. O ambiente com muita madeira, concreto e uma grande tapeçaria colorida na parede, é bacana, informal e despojado.

FullSizeRender

Salão

Infelizmente, no dia que fomos eles estavam praticamente sem metade das opções do cardápio, que já é enxuto. Então, nós dois fomos de ravioli de queijo meia cura com tomates assados, rúcula selvagem, raspas de limão e castanha do Pará. Estava muito gostoso. Foi uma opção bem ao estilo comfort food que o dia, chuvoso e friozinho, pedia.

ravioli

Ravioli

De sobremesa, eu fui de manjar de tapioca com calda de jaboticaba e leite condensado cozido. Simplesmente delicioso. O namorado foi de cheesecake líquida com goiabada de tacho e disco de bolacha caseira. Estava ok, mas não é uma sobremesa que ficamos apaixonados não. Não recomendaria.

IMG_1536

Manjar de tapioca

FullSizeRender

Cheesecake líquida

IMG_1533

Cheesecake líquida vista de cima

O cafezinho fomos tomar na parte externa do restaurante, logo na entrada que conta com sofá, mesinhas e cadeiras. Um ambiente muito gostoso para ficar batendo um papo depois do almoço.

Tirando todo blábláblá explicado no começo, o Bossa é um restaurante gostoso e vale a visita. Agora preciso voltar para experimentar o cordeiro que, segundo o garçom que nos atendeu, é o carro chefe deles. Infelizmente, no dia que fomos, tinha acabado esta opção.

Fica a dica pessoal 😉

 

Bossa

Alameda Lorena, 2008 – Jardins – São Paulo, SP – (11) 3064-4757 – Mapa

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.